Hué Vietname

Hué é uma das cidades mais importante do centro do Vietname. Tem apenas 350 mil habitantes, mas um enorme peso histórico. Foi capital da dinastia Nguyen entre 1802 e 1945 é desse período que datam a maioria dos edifícios históricos que no seu conjunto são considerados Património Mundial da Humanidade da UNESCO.

Foi também cenário de uma das mais importantes batalhas da Guerra do Vietname, quando no período sagrado do Tet, em 1968, forças do Vietname do Norte infiltradas em segredo na área urbana de Hué lançaram um ataque a que se seguiu uma sangrenta luta rua a rua.

A viagem

Vindo de Hanói, o comboio que corre na Linha da Reunificação é a resposta lógica para atingir Hué. Se foi ainda mais para norte, a Sapa ou a Halong Bay, terá que regressar à capital e daí apanhar um dos seis comboios que diariamente atravessam o país.

Existem partidas às 19:30, 20:10, 22:00, 6:00, 9:00 e 14:30. Os dois primeiros comboios desta lista são os mais convenientes. Se viajar numa época em que os dias são longos, poderá ainda ter um vislumbre do espaço rural vietnamita antes da queda da noite. Depois, poderá descansar no conforto relativo de uma cama, chegando a Hué de manhã e poupando assim o tempo de uma viagem diurna e o dinheiro de um hotel.

O custo dos bilhetes varia entre os 462,000 Dongs para uma cadeira, e os 849,000 Dongs para a melhor cama disponível.

O que ver e fazer em Hué

A Cidade Imperial

Este é o local de visita obrigatório em Hué, cujo centro, mais exclusivo, foi conhecido no passado como “A Cidade Proibida Púrpura”.

A Cidade Imperial mereceu a inclusão na lista de Património Mundial da UNESCO em 1993. Está cercada com um muro e tem um perímetro de quatro quilómetros. Depois da unificação do Vietname o novo regime negligenciou a manutenção deste lugar histórico, por razões políticas, mas actualmente encontra-se em recuperação, apesar de não existir suficiente informação para o visitante.

O melhor a fazer será mesmo deambular, observando os edifícios majestosos que encontrar, explorando livremente. Se tiver um interesse mais profundo será melhor recorrer aos serviços de um guia, o que lhe custará 150,000 Dongs

O complexo da Cidade Imperial encontra-se aberto ao público entre as 7:00 e as 17:30 e o ingresso custa 150,000 Dongs.

Pagode de Thien Mu

Este pagode octogonal, com 21 metros de altura, tem a particularidade de ser o edifício religioso mais alto do Vietname, recomendando-se uma visita a quem quiser ir além da Cidade Imperial.

O pagode foi mandado construir em 1601 pelo governador provincial Nguyen Hoang, mas desde então foi destruído e reconstruído diversas vezes.

Nos seus terrenos encontra-se uma interessante estela datada de 1715, um cemitério, jardins e diversos edifícios religiosos. Pode-se ali também ver o velho carro com o qual o monge Thich Quang viajou desde Saigão, em 1963, para se imolar pelo fogo no centro de Hué, em protesto contra as violações dos direitos humanos no país.

Fica a uns 3 km a oeste do ponto mais próximo do perímetro da cidadela, sendo melhor apanhar um táxi para aqui chegar. O complexo está aberto entre as 7:30 e as 17:30 e é de entrada livre.

Templo da Literatura

Muitas pessoas desconhecem que, tal como Hanói, Hué tem o seu Templo da Literatura. Fica próximo do Pagode de Thien Mu, mas um pouco mais afastado do centro. É um lugar tranquilo onde poucos turistas vão, estando aberto desde as 7:00 até às 17:00, não sendo necessário pagar para visitar.

Mausoléu de Tu Duc

Este mausoléu foi desenhado pelo próprio imperador Tu Duc e construído entre 1864 e 1867. Encontra-se afastado do centro de Hué, localizando-se na aldeia de Duong Xuan Thuong, a cerca de 5 km de distância.

Na realidade, o imperador usou o espaço onde agora os seus restos mortais repousam ainda durante a sua vida. O complexo tornou-se numa espécie de segunda cidade imperial, o local onde para onde o monarca se retirava para relaxar e ter os seus momentos de lazer.

O espaço encontra-se aberto ao público todos os dias entre as 7:30 e as 17:30. O bilhete custa 100,000 VND.

Escola Quoc Hoc Hué

Localizada no centro da cidade, junto à margem sul do rio Perfume, esta é o segundo liceu mais antigo do país.

É um edifício interessante, com um toque de colonial e uma fachada pintada em vermelho vivo. Não é uma área pública, mas é habitual que os visitantes entrem no recinto para apreciar mais de perto o liceu e os seus pátios.

Pagode de Tu Hieu

Este pagode, a 5 km do centro de Hué, hospeda ainda hoje uma comunidade religiosa composta por cerca de setenta monges, cujos cânticos são especialmente agradáveis. Visite às 10:00, 12:00 ou 16:00 para os escutar.

Os religiosos acolhem bem os visitantes, permitindo-lhes ver os dois templos existentes no complexo, um dedicado a Cong Duc e o outro a Buda.

O mítico mestre de Zen Thich Nhat Han estudou aqui, tendo aqui estudado nos anos 40 e partido para o exílio em 1965, tendo recebido autorização para regressar ao seu país apenas em 2005.

Categorias Destinos